Segunda chance…

Padrão

retrovisor molhado

Tudo começou com o encontro com uma grande e querida amiga que a vida me deu de presente com direito a laço enfeitando e tudo mais.

Conversa agradável e muito produtiva, risadas, reflexões, pensamentos mais sérios e intensos, mas no final das contas, uma conversa perfeita.

No meio de tantas reflexões existenciais, ela me fez pensar sobre as possibilidades que a vida nos oferece.

E fui longe na reflexão…

Fiquei pensando sobre as situações, possibilidades e pessoas que conhecemos todos os dias e existem aquelas que nos tiram do eixo… nos tiram da nossa direção…

Entram em nossa vida pela porta da frente, nos ensinam sobre o que é o amor, sobre como é bom estar juntos e com o decorrer do tempo e questões que estão além da nossa compreensão, acabam sendo expulsos de nossas vidas, por incompatibilidades, brigas, diferenças, bobagens, egoísmo… Ou até mesmo por falta de maturidade de nossa parte para entendermos a singularidade daquela pessoa que provavelmente também passa por seus conflitos e estranhamentos existenciais….

Mas nos perdemos e acreditamos que a nossa dor e sofrimentos são maiores e o que aconteceu não pode ser perdoado.

Enfim…

Acabou.

E fica a dor, o sentimento de menos valia, a tristeza e algumas vezes magoa e arrependimentos.

Esquecemos de olhar a parte doce, o brilho no olhar, a alegria de estar juntos, o encantamento e o começo… onde tudo é perfeito e tudo se encaixa. Onde os erros são desculpados, a paciência se faz presente e a vontade de “ser felizes para sempre” é o que fortalece para que os caminhos sigam na mesma direção.

Quer saber, agora os anos se passaram, a vida se movimentou e me fez crescer, aprender e conhecer outras realidades… e agora o que fica é a reflexão e acima de tudo, o agradecimento, pois no final das contas, o que eu vivi no passado era exatamente o que eu tinha que passar, sem mais e sem menos.

O que fica aqui é o meu agradecimento por um dia ter tido essa pessoa e experiência em minha vida.

Mas acima de tudo, queria deixar registrado aqui o quanto você foi e ainda é importante em minha vida.

Espero um dia poder te encontrar e dizer tudo isso pessoalmente.

Seguindo com a vida em frente, mas reverenciando e agradecendo o que passou.

“If tomorrow never comes
Will he know how much I loved him
Did I try in every way to show him every day 
That he’s my only one” 

(If tomorrow never comes – Renato Russo / Garth Brooks) 

 

 

 

Anúncios

4 comentários sobre “Segunda chance…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s