Lettera

Padrão

bau

Encontrei uma carta sua…

Ela já estava lá, guardada há tanto tempo.

Guardada ou escondida em um lugar que eu não pudesse acessar, com a segurança que estava protegida de qualquer manobra do destino, que pudesse me fazer sentir a sua falta…

Engraçado guardar essas coisas, uma tentativa de manter atualizado algo que não existe mais.

Existe apenas em nossas lembranças… Na verdade apenas em minhas lembranças

Naquela carta você escreveu que nunca me abandonaria e que faríamos tudo para o amor ser para sempre.

Engraçado de novo… hoje eu não sei onde você mora, não sei o seu número de telefone… Não sei mais quais são as coisas que você mais gosta nesta vida.

O que fizemos para esse amor acabar?

Será que você ainda pensa em mim?

E agora… o que eu faço com essa saudade absurda? que estava escondido dentro de uma carta, que virou uma armadilha, um veneno dos mais letais…

E a maior dor é saber que hoje, você só existe em minhas lembranças

E agora, o que eu faço com elas?

E agora, o que eu faço?

 

Anúncios

6 comentários sobre “Lettera

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s