Diga a verdade

Padrão

perdoar

E naquele dia, naquele salão, onde a música perfeita era executada pela banda
Dois corações se reencontraram e puderam bater no compasso de um só
E o que era impossível de ser resistido, assim não o foi
E o beijo perfeito aconteceu
Um beijo terno, quente, proibido
E a surpresa de algo que se imaginava superado e parte de um passado não tão distante

E no retorno para o lar
A ausência e o silêncio se fizeram presente e a armadura armada
Perfeita.

Mas não houve discrição e o momento não foi ocultado.

E as notícias correm…
O tempo passa, mas a verdade aparece na hora que tem de ocorrer…

E você negou…
Negou até o fim
E me fez confusa

E eu só queria te dizer que se a verdade fosse parte de seu discurso…
Eu te perdoaria.

Anúncios

2 comentários sobre “Diga a verdade

  1. ” E eu só queria te dizer que se a verdade fosse parte de seu discurso…
    Eu te perdoaria.” AMEI ISSO!

    Infelizmente as vezes o que pensamos ser um grande amor é uma emaranhado de grandes mentiras.

    Bastaria se tal amor fosse apenas verdadeiro.

    Gostei demais do texto !

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s