Dor do fim eterno

Padrão

morte do amor

Olhos nos olhos, como se nada tivesse acontecido, como sempre você fez

E eu te perguntei, e você se esquivou, como sempre você fez

E fingi ser forte e tentei fazer você acreditar que eu não me importava
Que o que nós tínhamos não era nada demais
(Você é o meu grande amor)

E terminamos
Terminei como a errada
A pessoa que sairia perdendo tudo
A pessoa que não sabia de nada

E você partiu

Chorei
Chorei a dor do fim de algo que eu queria para eternidade

E um dia me disseram: “Não existe para sempre”.

Mas por que então essa dor é eterna?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s