Refém do fim

Padrão

cela

Um dia você desejou e sonhou com tudo isso
Uma vida feliz e plena
Com todas as possibilidades e caminhos a serem percorridos
E acreditou no amor e em tudo o que poderia ser plantado e colhido com ele

Acredito nas amizades e nos caminhos que percorreu
Ao lado de pessoas que considerava especiais
E aceitava a vida com todas as suas luzes e cores

Mas sem entender ao certo o que aconteceu
Um dia você se viu trancafiada
Sem direito a recompensa
E viu a sua vida passar diante de seus olhos

Se tornou refém do medo dos outros
E das tentativas insanas de fazer com que a maldade do mundo não fosse capaz de lhe machucar
E desta maneira
A vida passou e você assistiu tudo através das grades que lhe guardavam

E soube dos gostos e das aventuras e da plenitude da vida
Através dos olhos de outras pessoas
Através de palavras que se considerava sábias
Unidas verdades que o mundo podia lhe oferecer

E agora
Os anos se passaram
De uma maneira estupida, a porta desta prisão foi aberta

Mas agora não há mais o que experimentar
Porque a vida já se foi
A doçura e a vontade de se aventurar por estes mundos
Se foi
Junto com o tempo, com o desejo e com a juventude

E agora só lhe resta lembranças
De uma vida que poderia ter sido vivida
Das cores que eram vibrantes e vivas
E dos amores que não puderam

E agora
Você se tornou criação do medo
E ele é seu único amuleto

E espera ansiosamente a abertura de um portal
Portal esse que não é negado a nenhum dos vivos deste mundo
E você apenas anseia
Encontrar outras possibilidades nestes novos caminhos

Haverá liberdade lá?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s