Tudo ao mesmo tempo agora

Padrão

amor nao correspondido2

O que eu posso fazer se você não quer
E não é porque não foi dito
Porque as palavras são capazes
De aniquilar o que nunca foi prometido

Mas que a cabeça foi além e muito capaz
de fantasiar, desejar, permitir

E segue assim os dias em que a imaginação
De uma vida que há de ser diferente
Em que o amor há de invadir
E preencher todos os espaços que ficaram vazios
Por conta do amor anterior

E assim a vida continua girando
E os dias continuam correndo contra o relógio
Do tempo em que haverá de ser o fim

Fim da realidade
Fim da fantasia
Fim do querer
Ou fim de algo
Que nem nunca existiu em realidade ou fantasia

De uma vida que vive a mercê de ser
Caminhando paralela a linha imaginaria
Em direção ao infinito

De uma existência que anseia por ser
Em uma complexidade de pensamentos
De devaneios e loucuras
Assistidas pelo semblante sereno e lúcido

De que um dia haverá de ser tudo
A vida que fará sentido
E de tudo o que foi sonhado e poderá ser colocado
Diante dos olhos, dentro do coração
E de mãos dadas com a felicidade
De um amor pleno
De uma vida bela

Para saber que a espera valeu a pena
E assistir ao pôr do sol juntos
É apenas o começo de tudo
O que a vida tem a nos oferecer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s