Assim sigo meu caminho

Padrão

saudade moça

Como você consegue fazer isso comigo?
Quem te deu a autorização para voltar
Ocupar meus pensamentos, sonhos e sentimentos

De uma maldita saudades
Que teima em fazer morada no meu peito

E com as artimanhas do destino
Me parece que você arquitetou tudo isso direitinho

Fazendo com que cada lugar, cada circunstância
Leve meus pensamentos até você

Dos lugares que estivemos
Dos perfumes, dos gostos
Das vontades e do desejo
Que jamais haverá ser satisfeito por qualquer outro.

E nesta vida não haverá de existir
Um reencontro
Porque na verdade nunca assim ocorreu

Uma vez que tudo o que vivemos
Foi parte de uma fantasia arquitetada
Por meu desejo de querer um dia você para mim

E fui traída
Por mim mesma
Quando criei cenários e roupas que nunca haveriam de lhe servir

De um amor
Que só existiu um dia em meu coração

E que nunca foi correspondido
Na exata medida do “Eu te amo”
Até porque não sei do que se trata esse seu amor.

Então educadamente te peço
Que se despeça e volte de onde você veio

Não ouse traspor os limites que eu lhe impus
Da morada segura que eu criei
Para tentar uma vida perfeita
E seguir em frente

Do amor que jamais haverá de me recobrir
Do afeto que você jamais me oferecerá
Nesta vida

Porque você nunca foi real

Por favor
Não olhe para trás
E esqueça que um dia
Eu cruzei o seu caminho

Pois assim faço todos os dias
Reinventando meus caminhos

Me obrigando a esquecer
A cada amanhecer
Que o amor que eu tenho no meu peito
Não haverá de ter morada em seus braços.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s