Sobre restos e o fim

Padrão

MIGALHAS

Acabou
O amor que eu tinha por você
Foi junto com tudo o que um dia eu acreditei
E com as possibilidades de felizes para sempre

Eu não te quero mais
Na verdade nunca quis
Mas a carência se fez soberana
E cobriu meus olhos para a realidade

Quero que você pegue suas coisas
E vá embora
Porque nada disso realmente valeu a pena

E não ouse derrubar uma lágrima
Porque o seu amor é lixo
O seu amor é nada
E o que você me ofereceu
É resto

E não me permito viver de migalhas

Vá embora
E não ouse olhar para trás
Porque eu não estarei mais aqui

Sigo meu caminho com a certeza
Que um dia cai

Mas agora posso viver o amor verdadeiro
Que um outro me oferece
Neste exato momento.

Cruel?
Sinto muito
Mas o mundo dá voltas
E a sua volta chegou
E você caiu
Na medida da altura da maldade que você me deu

Adeus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s