Interrogações (?)

Padrão

perguntas

Todas essas perguntas
Não são as perguntas certas
Mas são perguntas

E elas atravessam o espaço e o tempo
Nessa artilharia pesada de palavras
Palavras ao vento

Que ao serem respondidas
Não se completam
E não significam

E são perguntas e mais perguntas e mais perguntas
Em um loop que leva rumo ao nada
Pois não são pensadas
E muito menos ouvidas

E no proferir das palavras de resposta
Que o interlocutor profere
Elas ecoam no espaço infinito

E esta repetição
Rumo a lugar algum

E num momento de suspiro
E de pensamento solto no ar
O desejo mais íntimo e sincero
É da pergunta certa

Como está você?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s