Amor que por si basta

Padrão

amor.jpg

De quanto tempo estamos falando
Sobre você um dia desaparecer

E depois de tantos anos voltar
Para me olhar nos olhos
Para me abraçar forte
E oferecer a sua melhor faceta

De uma maneira
Que o tempo se congela
E como num suspiro
De um piscar dos olhos

Voltamos no tempo
E dançamos a nossa música

Como se nunca houvesse existido
Um dia de adeus
Uma despedida
Ou algo que houvesse ser ausência

E nos seus olhos eu vejo
Tudo o que um dia havia de ser dito
Mas não haviam palavras
Uma vez que era um dialeto desconhecido

Por corações que buscavam um amor
Um ideal para lugar
E acreditar
E querer ser
A melhor metade a ser oferecida
Para alguém que ocuparia completamente esse espaço

E nessa fração de segundos
Toda a ausência se fez preenchida

E o coração voltou a bater
Como um dia havia batido

Mas congelou
Pelo fim
Que a vida havia imposto

E que hoje não é falta
Apenas presença completa

De se olhar no meu
De suas mãos com as minhas
De dois corações batendo
Na mesma fração de segundos
Por um único sentimento…

Amor eterno assim seja.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s