Vida no lugar de vida

Padrão

novos-caminhos

Quase fazendo a curva
Na vida e da vida

Me dei conta
Que nada me prende
A esse lugar
A essa história
E a essas escolhas

A vida é feita de oportunidades
Possibilidades e direções

E de repente
Como no piscar dos olhos
No tempo da respiração

Percebi
Que está errado
Muito errado

E esse lugar aqui
Não é meu
Não me pertence
Não me encaixa

Como a metamorfose da lagarta
Que depois de um processo
Se encontra borboleta

Me reconheço
Desencaixada
Porque a vida toda tentei ser
O que não era para ser
Do que eu achei que queriam
E esperavam de mim

E ao mesmo tempo
Que tudo isso soa estranho
Me faz libertador

E penso
Profundamente
E entendo
Que agora é hora

De não ter limites
De não fazer o que era feito

E perceber
Que a história que eu escrevi
Está errada

Os caminhos
Escolhidos
Foram perdidos
Ultrapassados

Me despeço dessa vida

E começo tudo de novo
Sabendo que errar antes
Valeu muito a pena.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s