Acordei viva!

Padrão

me-mudando

Me peguei procurando um caminho
Uma nova direção
Para a vida que há aqui dentro
Do peito e da cabeça

De repente de dei conta
Que sou eu
O centro de tudo
A culpada de tudo
A alheia a tudo

Que sempre achou que o mundo
Meus pais e sobrenome
Que a minha história
Era a responsável

Por eu não ser
Quem eu queria ser
Quem eu queria ter
Quem eu queria ter vivido

Das histórias
Que eu queria ter inventado
Quebrado a cara
Feito bagunça
E sido feliz

Na minha imaginação
De uma criança
Que fica emburrada quando recebe um “não”

E desde então
Fico no canto
Esperando que alguém me enxergue
Me dê o que eu acho ter direito
Que a vida me tirou
Meus pais me tiraram

Das mentiras
Traições e buracos
Que eu cai
E me estatelei

E agora
Vejo o sol nascendo
O vento bate no meu rosto
Bagunça meu cabelo

E me faz perceber
Que a vida segue
Que a vida não espera

E agora é
O meu último dia
Minha última oportunidade

De sair do ninho
Olhar os caminhos
Permitir as possibilidades

E poder ser
Querer ter
Encontrar

O horizonte
Que norteia a razão de ser

Do presente que eu
Só me dei conta hoje
Que sempre esteve ao meu alcance
Em um pacote que eu não tinha percebido
Que era meu

Minha vida!

Anúncios

Um comentário sobre “Acordei viva!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s