Vida louca, vida leve…

Padrão

eu-comigo

Tentando fingir que a ficha não caiu
Que eu posso voltar no tempo
E fingir que nada disso aconteceu

Que eu investi tudo
Meu tempo
Minha atenção
Minhas economias
E tudo o que eu acreditava

E agora
De um minuto para outro
Quando o ponteiro avançou

E a vida se encaixou em mim
No meu corpo
Nos meus sentimentos
Nos meus pensamentos

A minha alma
Se encontrou em mim
No meu ser
E na minha existência

Me dei conta
Que só agora
Quatro décadas depois
Da grande chegada

Que tudo está errado
Tudo

Do começo ao fim
Das risadas e histórias
Das mentiras e desencaixes
De tudo o que acreditei

E agora
Sim
Agora
Tudo acabou

Sob essa nova perspectiva
Que se apresenta
De um vazio de possibilidades
Desse sol que nasce no horizonte

Agora me vejo
Despida
Sem rumo
Sem verdades
De tudo o que eu acreditei

Agora a vida é nova
E tudo faz sentido
Mesmo sabendo que não há

E tudo o que houve
Não serve mais
De todos que amei antes
Não foram
E todo tempo

Não
Nada foi perdido

Respirar fundo
Erguer a cabeça
E permitir
Essa nova vida

Que sempre esteve aqui
Eu que nunca tinha visto.

Anúncios

2 comentários sobre “Vida louca, vida leve…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s