Cacos da saudade

Padrão

cacos-em-saudades

A tua saudade me invadiu
Como um engasgo
Um susto
Uma maldição

De onde você surgiu?

Porque eu te escondi
Em um lugar que ninguém
Ou nada
Poderia saber


Onde nem eu mesma mais sabia
Que havia de haver você

E me encara
Com aqueles olhos
Lindos olhos
Na minha cor predileta

Que brilham
Reflexo da perfeição

E de repente
Me pego tonta
Perdida e aflita

Com o coração acelerado
E a saudades
Que teima em tentar me derrubar
Machucar e maltratar

E eu finjo ser forte
Finjo que está tudo sob controle

Mas que nada
Nada há de ser controlado
Quando há você

Quando você surge
E me encontra

Minhas pernas tremem
Meu coração acelera
Minha boca fica seca

E as palavras
Palavras?
Elas fogem
Elas me deixam
Elas tremem

E eu me parto
Em pedaços
Que demorei anos para juntar

Dos caquinhos que ficaram
Do fim
Da sua partida
Do dia que você pediu tudo de volta

E da saudade
Que acha que manda aqui
Tenho apenas uma coisa a dizer
Você venceu!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s