Das palavras que eu não te disse

Padrão

amor-puro

Do que eu vivo escrevendo
Das palavras do que um dia houve de ser
E das coisas que foram
E não são mais
Mas parecem que ainda são

Esqueço de dizer
Que hoje há você
Como se fosse uma maneira
De preservar
O que eu tenho
O que eu sinto
E o que transborda
No meu coração

E sim
Hoje você completa
O que eu não sabia que faltava
Do amor
Que um dia eu senti
Mas hoje
Você me mostra
Que não era e nunca houve de ser

E no que não deveria
Nunca ser comparado
Hoje é perfeito

Pois há você
Naquele dia que nos cruzamos
Como de uma maneira despretensiosa
Na conversa sobre bobagens
Que nos levou ao encontro
Do que era o mais importante
E fomos descobrindo
Que havia muito mais

E as conversas viraram horas
Dias e encontros
Como reencontros de palavras
De desejos e almas
De certezas com incertezas

Do que um dia houve de ser medo
E não querer mais

O despertar de algo
Aconteceu

E hoje
Você inunda
Transborda
Ilumina

E faz a parte da minha vida
Que um dia não houve mais
Ser a minha melhor parte
Minha melhor metade
Meu melhor momento

E o melhor sentido da minha vida
Do dia que amanhece
Ao momento do apagar para dormir

Como se a vida encaixasse
O sentido se fizesse
E a certeza se apresentasse

Você
Na troca
No encaixe
No olhar
No ser

Da certeza
Que valeu a pena
Você!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s