Sala vazia

Padrão

janela ao sol.jpg

Hoje eu abri a porta
Com as chaves em minhas mãos

Entrei na sala vazia
Olhei ao redor

O Sol chegou antes
Me recebeu com sua luz
Entrando pela janela

Olho ao redor
E me percebo
Sentindo o que é pleno
Do que foi esperado
E alcançado

Pensando na anestesia
Do tempo que parou
Da vida que ficou
E o que se foi

Me sento
Os cômodos vazios

Mas
Muito bem acompanhada
E também pelo sol

Sorrimos um para o outro
Nossos olhares se cruzam
E preenchem o que há
O que não há
E o que se espera

Preenchem o vazio
Do que um dia ficou em silêncio
Do que um dia teve de ficar para trás
Do que um dia foi lágrimas
E do que um dia foi apuro

Agora está tudo bem

Da espera que se fez
Valer cada minuto

E da vida que se apresenta
Com o frescor do vento
Do Outono que chega
E acolhe

Pela primeira vez
Em anos de uma vida inteira

O Outono será minha estação predileta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s