Minha esquizofrenia tem nome

Padrão

loucura-ou-sabedoria.jpgQuando eu lia suas mensagens
Meu coração transbordava de emoção

Eu voltada no tempo
E voltada nas palavras
Voltada no que eu desejei
Um dia
Com alguém

E te encaixei nesse lugar
Fiz você ser essa pessoa
Fiz você se passar
Por toda uma história
Que eu contava para mim mesma
Na minha cabeça e no meu coração

Brincando de juntar palavras
Recortes de revistas
Recortes de histórias
Que eu mesma contei
Para que a vida tivesse sentido e cor
Enredo e vontade
Lugar para ser e seguir

De repente
Como em uma pausa brusca
Me dei conta que fiz bobagem

Forcei a situação
Da vida
De mim
E de meu coração

Contei tão bem a mentira
Que custei a acreditar
Que eu criei tudo isso

Cheguei a chorar
Sofri e até fiquei triste
Daquelas tristezas que eu gosto
De ficar na cama
Pensar que a vida acabou

Mas na segunda feira
Na hora que o despertador tocou
Lembrei que era mentira

E fiquei estranhada comigo mesma

Fiquei com raiva de mim
Como se tivesse raiva de alguém
Quis cobrar meus direitos
Ir lá dizer umas verdades
Mostrar o quanto eu sofri

Mas de quem eu ia cobrar essa dívida?
Se a culpa foi minha

E hoje estou aqui
Sentada e perplexa
Com a minha esquizofrenia inventada
Do meu romance de araque
Das bobagens que eu deixei
Que eu fiz

E que castigo eu dou para uma criatura dessas?
Se qualquer invenção pode ser um ponto
Para encontrar o equilíbrio
E fazer uma nova história…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s