Minha resposta

Padrão

Sinto Muito

Oi

Você me mandou uma mensagem hoje…

Eu vi que era você e ela estava sem assunto.

De repente me deparei com um misto de saudades e medo de abrir a mensagem.

Eu te conheço de outros carnavais e sei que você é capaz de ir de zero a oitenta, digo, da simpatia para a grosseria em segundos e realmente não sabia do que se tratava.

Eu tinha tantos outros e-mails que mereciam minha atenção e até preocupação, mas mesmo assim eu li o seu. Meu coração pediu para abrir ele…

Eu abri…

Li…

E as palavras foram grossas e cruéis, mas eu aprendi a ler nas entrelinhas…

Talvez você estivesse tentando dizer que eu faço falta e que você me quer de volta…

Eu quase respondi correndo, porque eu tenho isso dentro de mim. Quero ajudar, responder, odeio deixar no vazio, no vácuo…

Mas lembrei que ele me daria um trabalho absurdo…
Assim como deu trabalho te bloquear em todas as plataformas….
Não gosto disso, mas você pediu.

Voltei para a realidade e fui cuidar do que era urgente…

Mas deixei sua mensagem lá, quietinha, pensando no que ela queria me dizer e no que eu também tinha para dizer…

Abri ela agora a noite e estou olhando, pensando…

Como um truque do destino,esse fim de semana, revirando a pasta com fotos, a nossa primeira foto invadiu a tela e lembrei daquele momento. Eu não te conhecia, mas era bom estar com você…

Eu não te conhecia e você não me conhecia e mesmo assim nos permitimos e oferecemos o que era possível ser ofertado e foi muito bom.

Eu nunca te agradeci por isso.

E depois, com o tempo passando e você me fazendo e me mostrando coisas que eu não sei se merecia ou se devia, mas mesmo assim, assim foi.

Eu nunca te agradeci por isso.

O tempo passou, e algumas coisas não tão legais aconteceram e no turbilhão de vários momentos e brigas, terminamos e voltamos e hoje eu até perdi a conta por isso.

Em uma das suas mensagens você dizia que eu não tinha nada a ver com o que estava acontecendo, que não era um problema meu…

Eu não entendi…
Eu queria justiça…

Mas essa justiça falava de mim e não de você…

Eu nunca te pedi desculpas por isso.

E depois de você enlouquecer e me enlouquecer junto…

Eu silenciei.
Foi a minha melhor defesa e o lugar que eu escolhi ficar, porque eu simplesmente não aguentava mais.

Eu não queria mais brigar.
E eu não queria fazer parte de um lugar que eu não sentia que era mais meu.
Não dava…

E no seu movimento de querer as coisas e tentar controlar o incontrolável, eu acabei fugindo…

Eu não gosto de controles…

E você me fez lembrar da loucura e da louca que eu já fui um dia, e eu não queria nunca mais sentir isso.

Mas de repente…
A vida me oferece uma dor absurda, daquelas que eu pensei que não fosse nunca mais sentir e me pego pensando que eu estava errada.

Essa dor que eu sinto hoje, que acabou com o meu coração, me colocou de vez no meu lugar na vida…

E agora é hora e eu agradecer…

A dor
A tristeza
A solidão

A sua mensagem…

Eu te digo que te amo, que você é importante demais, mas eu não sei mais como fazer dar certo…

Com carinho.

Marilice

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s