Toca Raul

Padrão

CRIANÇA-OUVINDO-RÁDIO

Apaixonada por essa música…

A vida as vezes é feita de surpresas e segredos…

Esse é o nosso…

Anúncios

Não vou atender

Padrão

tempo fim

Ainda não entendo
Fiquei esperando
Telefone
Chamar
Tremer
Tocar

Nada…

Tem mandei uma mensagem
Um tempo atrás
Você leu
Você riu
Disse que sim

Depois esqueceu
Disse estar ocupado

Eu estava com sono
Achei ter entendido errado
Voltei a dormir

Depois de uns dias
Você manda mensagem

Ignoro o telefone
Chamou
Tremeu
Tocou

Eu respondi
Mas dessa vez
Aprendi

Ignorei…

Vou voltar a dormir
E desligar o telefone
Simplesmente
Você….
Não vale mais a pena.

Estou chegando

Padrão

ante_o_ceu_estrelado_looking

Abri a porta

Estava lá
Desta vez
No reencontro
No sorriso maroto
Na nostalgia
Da história que houve
E acabou….

Agora
Na ponta do dedo
Item a item
Peça a peça

Um dia de cada vez

Agora é aqui

Eu escolho apreciar
Sentar no chão
Ver as estrelas

Eu te convido
E muito breve

Te prometo

Voltaremos a nos encontrar

E te darei o céu
Meu maior amor
Minha vida
Meu tudo

Paciência
Quase está na hora

Por enquanto
Guarde nosso segredo
Em nossos corações…

Eu estou voltando para casa
Estou
Voltando para você

Sobre partir

Padrão

ADEUS

Você não vai entender
Que me deu

Eu não esperava

Percebi
Que não era você
Era eu

Quando chegou
Foi pior
Muito longe

Me fez querer partir
Sumir
Desaparecer

Essa noite não dormi

Você tirou
E eu perdi
Me perdi

Não sei
Confiança

Não sei
Confiar

E já era tarde

Agora que você
Me deu

Eu sinto muito
Esperei todo esse tempo
Para entender
Que é não

Não aceito
Não recebo
Não confio

Só me resta
Me partir
No que você
Quebrou
Quando me deu…

Então

Desta vez

Escolho

Partir…

Sem paciência para você de novo…

Padrão

theend

O telefone tocou
Vi que era você
Deu até um frio na espinha…

Sorri e atendi
E voce disse que sentia
Muito
Minha falta

Queria me ver

Me fiz de besta
Na minha melhor versão

Te abri as portas
Voce sorriu
Vestiu sua melhor roupa
Veio me ver

Dai
Foi ladeira abaixo

Vindo me ver
Pedindo para eu te dar
O que só eu
Sabia dar
O que só eu
Podia dar

E me quis dar esmolas…

Quando eu te disse sim
Voce achou que eu era boba

Quando eu te disse sim
Eu ja sabia o que era

Quando eu disse calma
Voce surtou
Me xingou
Fez parecer culpada
Do crime
Que eu nunca tive
Em minhas mãos

Agora
Quem dá o tiro
Sou eu

Sem dó
Sem piedade

A cova
Você cavou

Agora
Te convido

Deixo com você
A escolha é sua

Mas de escolha
Você não sabe

Impor
É sua única razão
Opção
Sugestão

Então
Te dou um beijo
E digo adeus…

Para meus amigos

Padrão

los-amigos-se-preocupan-por-ti
Há um certo tempo, eu estou ausente.

Ausente dos lugares
Ausente das convivências
Das mesas de cafés
Das mesas de bares
De todos os lugares

Algumas coisas aconteceram
Durante os últimos anos
A vida me fez mudar
Desmudar
Passar por algumas fases

Algumas foram boas
Outras quase foram o fim

No silêncio
Eu fiquei procurando lugares
Sentidos e motivos
Sensações, razões
O que pudesse me fazer entender
Me pudesse fazer compreender

E sem me dar conta
Fui tragada
Para uma vida
Silenciosa
Misteriosa
Mas acima de tudo
Ausente

Esqueci de olhar para fora
Esqueci de ser eu mesma
Esqueci de quem valia a pena
De quem de alguma maneira
Ainda mandava mensagens
Que ainda se importava
E queria me ter por perto

Custei a acreditar
Que de alguma maneira
Isso pudesse ser verdade

Mas agora
Me dou conta
Que sim

E peço desculpas
Pelo meu silêncio
Pelo meu mau humor
Pela minha ressaca moral
Pela minha tristeza
Por minhas tentativas de ir embora

Peço desculpas
Pela minha ausência
Pela minha falta de tempo
Pela minhas esquivas

Mas acima de tudo
Por de alguma maneira
Não ter feito
Permitido e autorizado
Você
Continuar fazendo parte da minha vida

E se ainda houver tempo
Lugar e valor

Te peço
Mais uma chance…

Você me aceita de volta?