Presente vazio

Padrão

amargo
Você me deu
O que falou que daria

Você veio
E fez o que era

Achei
Que seria diferente

Mas não tem diferente
Do que sempre é igual
Do que sempre foi
Do que você é

Nunca haverá de ser
Você diferente
Do que eu queria
Do que eu esperava
Do que eu achava

O lugar é meu
De achar
Esperar
Querer

Você tem
O que quer de mim
Nunca quis mais
Nunca quis menos
Sempre quis
O que é

E eu
Mudo as vírgulas
Os pontos
As exclamações

Fazendo o sentido
Do que eu quero que tenha
Do que eu quero que seja
Do que não
Não é nunca

Agora
Fico sem ar
Quando ele me falta
Sei que é

Na verdade
As palavras
Ausentes
Preenchem o pulmão
De vazio

Essa é a lógica…
Sempre foi, não é mesmo?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s