Prenda a respiração e pule

Padrão

fim
Hoje eu cogitei
Como há muito
Não pensava

Em desistir

Cansei de procurar
Cansei de fazer
Cansei de querer
Cansei de tentar
Cansei de sonhar
Cansei de amar
Cansei de entender

Cansei tanto
Que desistir era o mais belo refúgio

Quando nada mais faz sentido
Quando nada mais tem o porque
Da vida que se faz vazia
Das bebidas que não entorpecem mais
Do cigarro que deixou de fazer companhia

Daqueles dias
Que levantar da cama
É a tortura maior

Ir para a vida
O sacrifício inescapável

Colocar o sorriso
A melhor roupa e ir
Rezando para o dia acabar
Para voltar para casa
E fechar a porta

Ficar no escuro
Ficar no silêncio
Ficar na cama

Ficar em paz

A eternidade chega quando?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s