Freud – 160 anos

Padrão

FREUD

Imagine um homem a frente do seu tempo?

Imagine uma pessoa que teve a coragem de colocar para o mundo seus pensamentos e conhecimentos, por mais incoerentes e diferenciados que pudessem parecer para aquela época?

Com um universo interno além do que as palavras podiam recobrir e a frente do seu tempo…

Com uma mente inquietante por pensamentos de descobrir o que se passava no universo humano.

Talvez fosse uma tentativa de entender a si mesmo. Um homem que deve ter se sentido desencaixado da vida, ou do que esperavam dele?

Será que ele tinha esses questionamentos? Será que ele se sentia assim?

Agora não importa mais…

Apenas agradeço por um dia esse homem ter se dedicado a estudar a mente humana, dentro de suas perceptivas fisiológicas e além do que ele podia explorar no que a medicina tinha de melhor para explicar.

Freud… você esteve aqui há muito tempo, e foi tão longe que até hoje é referencia no que se propôs a explicar e entender.

Muitas pessoas dizem que suas teorias estão defasadas, e isso é muito bom de ser ouvido, pois sim, as teorias devem ser renovadas pois o mundo é exatamente isso, uma renovação constante, diária e eterna.

Mas não podemos deixar de reverenciar quem foi um dos precursores, que soube enxergar além e profundamente no universo da mente humana.

Freud, fica aqui minha homenagem, meu respeito e devoção a suas teorias e tudo o que você abriu de caminhos para que nós, estudiosos e amantes da mente e dos seres humanos. Para que possamos colocar em prática diariamente em nossas profissões, vidas e questões pessoas também, para muito além da vida…

Texto Reblogado: https://marilicezanato.wordpress.com/2016/05/06/freud-160-anos/

 

Anúncios

Outras inspirações

Padrão

MÁQUINA DE ESCREVER

Passeando no mundo do WordPress, me deparei com este blog que tem a medida exata do que eu gosto de ler e escrever –“Every Little Second”

E gostaria de compartilhar esse texto que me tocou com sua simplicidade, doçura e um que de saudades que as vezes aperta no peito.

Caminhada da Saudade

imagem do blog do paulinho

Embora tenha demorado para perceber, você foi muito importante na minha vida

Agora calço seus sapatos e quem sou eu para te julgar?

Na minha vida, o destino age de maneira estranha

De maneira que desconheço minhas vontades

O que é felicidade com essa saudade que sinto de você?

Eu busco, mas não quero.

Fico triste, me deprimo, me oprimo, me liberto, sou imprudente, inconsequente, consciente.

O tudo e o nada, os dois extremos, os dois lados.

Não entendo por que sou assim quando se trata de você

Quem sabe um dia daremos aquela caminhada pelo quarteirão após o jantar

Mas até lá, apenas gostaria de poder cuidar bem de você.

 

Obs. o Blog não tem identificação do autor, então eu não consegui pedir autorização para postar. Caso o autor sinta-se prejudicado, por favor me avise que eu tirarei o post do ar. 

Outras inspirações

Padrão

MÁQUINA DE ESCREVER

Texto lindo, leve e doce do blog “Crônicas de Uma mente Qualquer”. 

Conhecer outros Universos, entrar em outros corações e mentes… isso faz muito bem para a alma!

Bom passeio de sábado!

“Nem todos os Momentos nascem para ser completos”

Estávamos sentados na grama, já havia lhe visto, pensei que estivesse acompanhado, quase que sem querer, deixei escapar um “caramba!”, mas eu já tinha sentido, instantaneamente -tipo mi…

Fonte: Nem todos os momentos nascem para ser completos

Outras inspirações

Padrão

MÁQUINA DE ESCREVER

A inspiração desse fim de semana vai para o texto do Blog “O Mundo de Anderson” de autoria do Anderson Kreutzfeldt.

TAMBÉM SEI BRINCAR DE IR EMBORA

O MUNDO DE ANDERSON

“Tudo na vida é uma questão reciprocidade. Você luta e eu lutarei ao seu lado. Você desiste e eu desistirei no mesmo instante. Serei recíproco a tudo, menos a parar no tempo. Se choras, eu choro. Se ri, eu rio junto. Se me morde, eu lhe morderei de volta. Se me ataca, eu lhe atacarei. Nem sempre a reciprocidade é algo bom, mas certamente sempre é algo necessário. Se você baixa a guarda, eu baixo a guarda. Saiba apenas que eu também sei brincar de ir embora. Brinco, como quem já foi. Brinco, como quem está indo. Brinco, como quem nunca consegue fugir do que está dentro de si próprio. Só não sei brincar de esconde-esconde.”

 

Outras inspirações

Padrão

MÁQUINA DE ESCREVER

Dedicando esse espaço a blogs que eu sigo e textos maravilhosos que me fazem pensar, sentir e que despertam no fundinho do meu coração, um sentimento de invejinha… Queria ter escrito ele…. Mas ainda bem que tem gente que assim o fez! E hoje eu escolhi esse texto que é uma lindeza só…

DE TODAS AS COISAS, SÓ QUERO VOCÊ.

Sinto sua falta, e digo que se tivesse acreditado verdadeiramente no que sinto, saberia disso. Estaria claro que só penso em você, e que o fato de “não poder” falar isso e outras coisas, provoca em mim um desajuste completo. Queria poder dizer que lembrei de você quando escutei aquela música, ou quando me perguntaram […]

via De todas as coisas, só quero você. —

Fonte: https://ocasionar.wordpress.com/