Toca Raul

Padrão

TOCA RAUL

Eita que essa música foi o Renato Russo que me apresentou…

Tudo bem que eu prefiro na voz do Renato mesmo, mas vamos ouvir na origem….

Triste que dói a alma….

Anúncios

Fim

Padrão

insonia

Nunca por aqui

Antes

Sem motivo

Houve de haver

Sua visita

Mas hoje

Você veio

Sem convite

Sem eu abrir a porta

Você chegou

Deitou na cama

Ficou me olhando

Minha cabeça gritando

Meu corpo suplicando

E você

Me fazendo companhia

Procurei o que fazer

Para lhe dar tempo

Repassei o dia

Considerando ter deixado

Escapar algo

Nada me vem

Não entendo

Você ri

A cabeça dói

O corpo reclama

E da minha cama

Nada de mim

Nada de sono

Sempre só

Desta vez

Tu

Volte para seu reino

Sei quem te mandou

Não és bem vindo aqui

Volte

E diga

Que de mim

Não mais

Haverá

De haver

Nós

Sonhei

Padrão

sonho
Sonhei com você
Daqueles sonhos
Que se repetem

E de tanto repetir
Já não sei mais se e sonho
Se foi realidade
Se é memória
Se é vida passada
Se é loucura
Minha esquizofrênia
De plantão

Eu não sei se você fez isso
Eu sei que um dia houve algo
Mas não era você

Mas eu era tão louca
Tão louca por você
Que meu ciúmes
Um dia foi capaz
De destruir tudo
O que havia
O que podia ter havido
E o que nunca houve
Mas eu acreditei haver

E lá no sonho
A sensação era real
Como a vida também

No sonho doeu
Mais do que era verdade
Mas na verdade
Doeu
Como já foi mesmo um dia

E eu queria te ver
Queria que você me visse

Mas isso já não era mais sonho
Era realidade

Você nunca me viu
Nunca…

Me trocou
Como se fosse algo
Que já não servisse mais

Abriu o lixo
E descartou

E foi para a próxima

E no sonho
Era isso
Essa repetição
Do que nunca acaba
Do que nunca termina
Em mim…

Preciso de ajuda
Alguém me acorde
Desse pesadelo
Que estou presa
Nesta vida….

Um dia, quem sabe, talvez…

Padrão

perfumeNunca pensei
Que fosse sentir a sua falta

Que de repente
Eu vou sentir o seu perfume

E essa sensação me fisgasse
Me fizesse voltar no tempo

Esqueci até para onde eu estava indo

Mas voltei
No exato momento
Daquele dia
Daquele toque
Daquele beijo

Quando seus olhos cruzaram com os meus
E toda a minha vida
E toda minha vida mudou a direção

Ainda sinto seu cheiro
E ainda
Acredito
Quem sabe
Um dia
Talvez…

Um dia qualquer de novo…

Padrão

um dia a gente se ve

Você

Voltou

Senti saudades

Não posso negar

Mas

Também não ouso

Lhe dizer

Pois não compreendes

Do lugar que eu falo

E sim

Do lugar

Da falta

Que há em seu ser

Na sua morada

De teu coração

Que um dia

Desejei

Que fosse meu

Te amei

Até ontem

Mas você

Não pode saber

Não entende

Não vê

Só acha

E não tenho tempo

Para achares

Então fica assim

Você ai

Eu aqui

Um café?

Um dia qualquer …