Te vi, foi quase…

Padrão

Coração acelerado

Te vi

Atravessando a rua

Do outro lado

Te vi

Meu coração

Quase saiu

Correndo atrás

Mas respirei fundo

Segurei ele

Dessa vez não

Você não vai

Não

Não tem motivo

Não tem razão

Já foi

Você ficou bravo

Mas eu não deixo

Se for para sofrer de novo

Pode ficar por aqui

Que a gente já se vira

Bate e levanta

Tropeça e recomeça

Dessa vida

A gente se vira

Por favor

Cuidado ao atravessar de novo

Dessa vez

Posso não frear…

Anúncios

Um dia qualquer de novo…

Padrão

um dia a gente se ve

Você

Voltou

Senti saudades

Não posso negar

Mas

Também não ouso

Lhe dizer

Pois não compreendes

Do lugar que eu falo

E sim

Do lugar

Da falta

Que há em seu ser

Na sua morada

De teu coração

Que um dia

Desejei

Que fosse meu

Te amei

Até ontem

Mas você

Não pode saber

Não entende

Não vê

Só acha

E não tenho tempo

Para achares

Então fica assim

Você ai

Eu aqui

Um café?

Um dia qualquer …

Feliz com você

Padrão

amormaior

Agora
Eu sei

O coração
Floresceu

E desde então
Você

Nos meus pensamentos
Nos meus sonhos
No ar
Na comida
Na música
Na janela
No ônibus
Nos livros
Nos perfumes
No que eu esqueci
No que eu fiz
No que eu faço

De contar as horas
De saber a hora
No ronco do motor
Eu sei
Que é você

Agora é
Sempre é
Sempre será

Você…

Sem importância

Padrão

fim-relacionamento

Você está certo
Absolutamente
Com toda a razão

Mas
Você esqueceu
Um importante
E peculiar
Detalhe

Algumas pessoas
Não tem paladar
Não enxergam azul
Ou vermelho
Não sentem temperatura

E tem pessoas
Que não reconhecem afeto

Só isso

Não é por mal

Um dia
Nesse ir e vir
Da vida

Tomei um tombo
Cai de cara
Quebrei ele
Em mil pedaços

E desde então
O que era oco
Fraco e falho
Hoje é caco

E não sente
Não entende
Não reconhece
Não é

Então
Não se importe
Porque eu
Não me importo
Com você.

Alianças

Padrão

alianca.jpg

Você lembra de mim?

Pensa em mim?

Sabe que um dia houve

De uma história

Que eu acreditei que era

Para sempre…

 

Você lembra

Que um dia

Me deu um anel?

Me deu dois anéis?

Me deu três anéis?

Me deu quatro anéis?

Me deu cinco anéis?

 

E os anéis todos foram

Partidos

Perdidos

Vendidos

Vencidos

 

Pela mentira

Do que você prometia

Do que você queria

Garantir

Prender

Manter

Fazer sentido…

 

Preenchendo

Com promessas

O que era vazio

Em circunstancias

Em verdades

Em amores

Me deu todos os anéis

De todos os amores

Que cabiam

Ou haviam

Em seu coração

 

Hoje…

Eu não tenho anéis

Não tenho amores

Não tenho promessas

 

Hoje

Eu não acredito

Mais

Em amor…

 

Fica…

Padrão

dormir
Hoje
Você dormiu aqui
Me acordou com um sorriso
Eu não conhecia sorrisos assim

Me abraçou
De um jeito
Que eu nunca experimentei

Me serviu café
Me serviu amor
Me serviu olhar

Disse que estava esperando
E que já estava aqui há tempos

Demorei para reconhecer
Que era você

Do lugar
Que eu jamais ousei
Do que eu nunca pensei
Do que eu nem sabia

Você me deu
O que era simples

Sem nada haver de trocar
Ou faltar
Ou cobrar
Ou ter
Ou ser…

Pediu licença
Acomodou-se
E chegou
Do lugar que sempre foi seu

Do que um dia houve de ser
Do lugar que eu achava ocupado
Do lugar que eu achava vazio
Do lugar que eu nem sabia
Que era meu

Chegou você

Um beijo na testa
E partiu…

Mas não me deixou
Não partiu meu coração

Deu-me
O que era meu
O presente
Da vida
Que eu mais esperava

E volta sempre
Porque aqui é seu lugar
Também….

O que eu procurava
Você achou
Em mim…
E me deu
Você.

Descanse

Padrão

amoraceito

Cheguei em casa

Você já estava lá

Dormia
Fiquei um tempo

Quieta

Sem acender a luz

Ou fazer barulho
Fiquei te admirando

Pensando

“Que homem forte que me contempla”
Daquelas histórias

Que vamos em filmes

Sonhamos acordadas

Do Príncipe

O meu encantado
É a minha vida
E faz finalmente valer a pena
Valeu cada tropeço

Cada descuido

Cada coração partido
Hoje eu entendi

Só hoje eu posso

Oferecer e receber

O que é esse amor
E esse amor

É seu

Só seu

E de mais ninguém
Você me deu

Eu reconheci

Eu aceitei
E agora

Eu vivo