Coração batendo

Padrão

sentido
Respiro fundo
Olho ao redor
Solto o ar…

Meu coração dispara
E sinto o vazio
Como se o peito
Fosse oco

Talvez o peito
Seja oco mesmo…

Suspiro
E o ar frio
Aquece meus pulmões
Faz meu coração
Acelerar

Mas continua lá
Batendo
Vazio

Sentido para quê?
Sentindo o quê?

Olho ao redor
Novamente tudo fica assim
Deslocado

Porque o coração bate
O ar esquenta
O mundo fica aqui
Parado diante dos meus olhos

Mas que mundo é esse mesmo?

Estava certo…

Padrão

nota 2

Você me procurou
E meu coração assustou
Não bateu forte
Só ficou sem entender

Desconfiei
Porque as coisas não são
Nunca foram
Nunca serão assim

Me fiz de besta
Deixei você me enrolar
Para ver até onde iria

Já fiz graduação
Sei como são essas histórias

Eu já quis tanto
Um dia eu fiz isso

Cuidei do jeito que era
Do que eu acreditava
Eu achei que poderia
E a vida me mostrou que não

Você chega com a mesma história
Mas esqueceu de perguntar
Se eu tinha diploma

Sim
Eu tenho diploma
E fui além
Quando provoquei
Para ver até onde iria

E deu certo…

Mas eu sinto muito
Não vou te cuidar
Não vou te oferecer
Não posso cair nessa
E nem quero…

Sabe por que?

Porque você não vale
Não vale a pena
Não vale o risco
Você não vale nada nem para você…

Nostalgia no coração

Padrão

chuva

Ontem a noite
Eu estava assistindo um filme
E sempre que é esse filme
Eu lembro de você

Com um suspiro profundo
(Todo suspiro é profundo)
Lembrei de nós

Daquela época
Daqueles dias
Do que um dia foi
Na verdade foram vários dias…

Deu uma saudade boa
Daquelas que eu queria ter de novo
Viver de novo
Ter você de novo
Estar com você

Mas o que é saudade
Só há de ser sentido
E de ter sentido
No meu coração

Mas tudo bem
Eu fiquei quietinha por alguns instantes
Lembrando
Sentindo
Suspirando…
O que houve de ser
Saudade boa…

Do telefone que não toca mais

Padrão

Giz - Legiao Urbana2.png

Quase como um mantra
Uma oração preciosa
O momento esperado
Era o mais esperado

E você sempre ligava
Todo dia ligava
Sempre…
Até a bateria do telefone apitar…

E não dava tempo de recarregar
Porque era muita coisa
Muito assunto
Muita novidade
E talvez nem tivesse nada
Mas era você
E era eu
Já bastava

Das palavras que transbordavam
E viravam cartas
Cartas e mais cartas
Palavras e mais palavras
Códigos reais e imaginários

E o telefone continuava tocando
Mesmo quando o que nos uniu
Se foi…

Mas não há de ser nada
A vida segue
E eu aqui
Lembrando que essas coisas
Ficam guardadas na lembrança
Nos cantinhos do coração
Naquele baú de memórias
Que ninguém irá tirar do lugar
Que foi guardado

E esse carinho e respeito
Esse lugar que faz bem
Ficará para sempre aqui
No peito
No altar das melhores amizades
Do tempo que não volta mais

Mas que foi vivido
Do jeito que deu
Do jeito que dava
Mas foi…

E isso
Isso já vale uma vida inteira.

Abriram as portas do inferno

Padrão

coraçao negro

Acordei
Você me mandou mensagem
Logo você
Que nem eu sabia que você sabia
Que eu era eu
Achei apenas que tinha sido
Por educação
Deixar eu fazer parte do que há

Conversamos
E a conversa foi longe
Você me ligou
Meu radar estava certo
Algo estranho estava acontecendo…

Dois dias depois
Como assim?
Recebi outra mensagem
De outra pessoa
Daquelas que são tão absurdas
Que temos medo de estarmos sendo filmados

Deve ser uma piada sádica do Universo
Daquelas que ele manda para testar
Para ver o quanto estamos conscientes
O quanto estamos centrados
O quanto a vida fez a gente aprender

E eu ri alto
Fiquei olhando para o céu
Entendendo que nesta vida
Eu deixei
Eu pedi
De tanto zoar e rir das coisas
Foi a hora da vida rir de mim

Nessa semana
Ela zoou tão profundamente
Que eu fiquei pensando
Quase eu me deixei cair
Quase eu cai na piada

Mas quanta perversidade

Mas não há de ser nada
De perversidade
Eu fui mestre um dia

Não ter uma recaída
Mostra algo incrível….

Meu coração finalmente
Descansa em paz
E não esta mais entre nós.

Entendeu universo?

Da confiança que você me deu hoje

Padrão

menina.flor
Chegou sua mensagem
Já havia tanto tempo
Tanta história
Tanto sentido

Mas você trouxe palavras
Perguntas e possibilidades
Lançou seu coração
E me fez perceber
Como poucos você permitiu
Aquela menina

A menina pequena
Frágil e doce
Que às vezes fica no cantinho
Olhando as pessoas passarem
As coisas acontecerem

Percebi que ficou sem graça
Porque não é dada a pedir ajuda

Sempre faz tudo sozinha
Porque aprendeu que tem que ser assim
Ela é forte
Mas as vezes esquece que é menina

De tanto tomar conta de todo mundo
Esqueceu de cuidar de sí mesma
Sem querer…
Aceitou amor pela metade
De alguém que não dá
Apenas toma…

E essa conta não fecha nunca…

Ela dá…
Ele não dá…
Ela ama…
Ele não sabe…
Ela espera…
Ele enrola

A vida passando

Mas essa menina tem outros amores
E sabe como cuidar muito bem eles

Neste momento da vida
No dilema do que é posto
Escolhe o que tem de ser
Cuidar do amor maior
Do presente especial
Que foi o maior que a vida lhe deu
E só podia ser dela

Pois esse tipo de amor
Ela sabe
Ela tem
Ela transborda

E como na vida não há enganos
Nem atalhos que levam a lugares incertos

A estrada dela
Os caminhos escolhidos
São os certos
São os únicos
E são seus!

Você está no caminho certo
Você está fazendo certo

E confie
Os seus dias
São os dias de hoje
Muito bem vividos
Pois inteira você sempre foi

Da vida que pede intensidade
Da vida que te pede
Do que você sabe que é
O seu lugar neste mundo

O do amor
Que só você compreende
Amor que se basta e fim.