Você nem sabe

Padrão

acabouEscolhi te ignorar
Definitivamente
Te excluir da vida
Ou do que era
Ou do que houve

De ficar te esperando
De fingir que não entendi
De achar que era certo

Cansei
Da minha esperteza
Em fingir
Que acreditava
Que você se importava

De repente
Falar com você
Cansou

De repente
Falar com você
Dá preguiça

Te ouvir
E fingir que me importo

Você já percebeu
Que é o fim
Mas que fim?
Do que nunca foi

Cansei de suas palavras
Da sua inteligência
Da sua importância
Do que você supostamente
Achava que me dava

Agora
Eu só tenho tempo
Para o que importa

E esse tempo
Não é mais seu…

Anúncios

O dia que eu morri

Padrão

morte

Quanto tempo foi?

Que eu deixei você?

Sai
Larguei tudo para trás

Nao fiz mala
Larguei discos
Cartas
Lembranças
Histórias

Larguei você…

Da vergonha
Que sangrou
Quando os olhares
Me contaram
O que eu não vi

Porque estava presa
Porque estava apaixonada
Porque estava cega

Eu nem sabia
Nunca passou pela cabeça
Que isso existia

E senti
A lâmina atravessar
Meu peito
Atingir em cheio
Meu coração

Naquele dia
Eu cai
Sangrei

Morri…

E na morte
Esqueci de te buscar
Para partir comigo

Deixei você só

Hoje
Volto

Hoje
Te estendo
A mão

Venha comigo

Não tenha medo

Aqui
Você está a salvo
Aqui
Há luz
Aqui
Eu posso
Te dar
E devolver

Vem
Comigo
Meu amor

Eu nunca mais
Deixarei você.

Demorei para entender

Padrão

Morpheus-641x506

Agora

Escrever ficou
Assim
Sem lugar
Sem vontade
Sem sentido

Eu sempre

Agora as palavras
Ficam sem entender
Ou explicar

Porque as drogas
Preenchem
Fazem sentido
Fazem algo

Mas me deixam longe
Do que tem sentido

Para viver no mudo real
Eu preciso ficar assim

Com as palavras alheias
Tingidas de cores
Que apagam com a chuva

Fiquei assim
Sem saber
O que tem que ser
O que é
O que foi

E até pensei
Em apagar tudo

Então
Vou continuar
Ficar quietinha
E continuar
Com a dose
De 20mg por dia

Até o dia
Que
As palavras
Morrerem de vez
Em mim…

Quem sabe
Se assim
A vida
Haverá de ser
Finalmente
Minha….

Ainda digo sim

Padrão

te amo
Prometi tanto
Tanto amor
Que quase queimei
De tanto arder
No sentir
Do sentimento
Que um dia houve

Achei um lugar
Onde ainda havia
Muito do que um dia houve

Achei as palavras
Do que um dia prometi

E foram tão bem prometidas
Tão bem ditas
Tão perfeitas

Que sem querer
Não percebi
Que o tempo passou

E você partiu
Partiu elas
Não aceitou
Não entendeu
Não tinha como ser…

Eu te prometi
A vida
E ela foi embora
Partiu com você

E me deixou
Aqui
Só…

Será
Que ouso saber
Se vocês estão
Bem
E felizes
Sem mim?

Agora vai ser assim…

Padrão

querer
Você não vai responder
Não vai dizer nada
Porque agora
Eu fiz sentido
Quando um dia disse
Que era o caminho
Agora eu cheguei
Mas não por você
Cheguei por mim
Quando suas palavras
Ora eram boas
Ora eram amargas
Ora queriam o bem
Ora gozavam da falta
Eu tirei o melhor
Demorei a entender
Que não era eu
Era você
E agora que tem lugar
Tem sentido
Você pergunta
Como é
Eu sei que não tem
Resposta
Porque você não quer
Saber
O que é
Quer saber
Quanto tempo ainda há
De mim
Para você
Descobriu
Que eu descobri
Sua farsa
Podia ter sido diferente
Eu queria
Mas você
Achou absurdo
Faz sentido
Eu querer você
Absurdo mesmo…

Me deixou

Padrão

chuva

Aquele dia escuro

Você veio

E achei

Que seria

Colorido

 

Mas só tinha

O gosto amargo

Do que transbordava

 

Perguntou-me

O que era

E na verdade

Era espelho

Do que havia

Em si mesmo

 

Não tive coragem

Abaixei os olhos

Em silêncio

As palavras não saíram

 

Mas eu pensava

E você entendeu

 

Eu não te amo mais

 

Ficamos em silêncio

 

No final

Eu já sabia

Que você

Não havia lugar

Para mim

 

E quando teve lugar

Para você

Você chegou

Tarde…

 

E agora

Eu vou embora

Com as palavras

Não ditas…

 

Com tudo

O que eu sonhei

De você em minha vida

 

Minha fantasia

Meu carnaval

Minha vida

Você…

 

Acabou

No silêncio

No amargo

No cinza

Daquele dia

Que choveu

E molhou tudo

E levou

Você para sempre…

 

Se

Padrão

PARTIR

Seria diferente
Você teria desistido
Voltado atrás
Ficado aqui?

A sua vida
Seria comigo?
Ao meu lado?

Você já tinha
Tomado sua decisão

Já estava certo
De que tinha de ir
Ou você foi
Porque eu não disse?

Eu deixei você
Quando você me disse
Que queria fazer uma pergunta

Aquele dia
Ficou gravado em mim

Veio em minha direção
Certo de que era comigo
De que tinha de me contar
Falar algo muito importante

Eu fingi não entender
Fugi

Desde então
Fico pensando

Eu poderia ter ouvido
Ficado para você
Ficado com você

Então
Hoje
Carrego em meu peito

O vazio
Da sua auência

Do que você era

Do que ninguém
Nunca ousou ocupar
Ou me dar

Você
Era você
Eu sei
Tinha de ser você

E eu deixei
Partir…