Palavras nas mãos

Padrão

letras.jpg

As palavras chegaram hoje
Eu tive elas em minhas mãos
Eu estive com elas diante de mim

Mas não
Elas não chegaram
Elas não tocaram
Elas não acessaram

Eu nem sabia
Que elas chegariam

Ou sabia….
Eu esperava ou não esperava…

Elas não tocaram lugar algum
Porque ao chegarem
A porta estava encostada
Mas lá dentro
Só tinha pó e mofo
Estava tudo lá
Sem ser mexido
Sem ser visto
Sem ser
Há muito tempo…

Elas chegaram
Eu li
Fiquei algum tempo processando
E nada…

Nunca imaginei
Ficar alheia
Não saber que elas poderiam
Apenas que por um instante
Não significar…

Então
Hoje
Eu deixo elas de lado

Vou viver a vida
E depois tentar entender
Como eu me deixei
Amargar e esvaziar…

Tão profundamente em mim.

Anúncios

Sério

Padrão

eclipse

Hoje o dia não amanheceu
O sol não veio dizer bom dia

A vida esqueceu de vir

Ontem ficou preso
Está aqui para sempre
Entre nós

O dia de hoje não chegou

Esqueceu de vir
Esqueceu que tinha que vir

Talvez tenha ficado por lá
Sabendo que hoje não faria sentido
Hoje não teria lugar
Não teria por quê…

Talvez tenha percebido
Que há tempos não é
Então um dia a mas ou um dia a menos
Tanto faz

A vida não é vivida mais mesmo
Então
Um dia a mais ou um dia a menos

Que diferença faz?

Divã

Padrão

divã

Cansada
Como há muito não estava

Mas o cansaço hoje
É um cansaço bom

Porque eu fiz uma escolha
E essa escolha me leva
Para lugares
Caminhos
Histórias
Pessoas
Que eu nunca imaginaria

De poder oferecer
O que é algo tão básico
Essencial
Mas no meu caso
É o meu mais sincero
E melhor lado

Eu ouço
Cada história
Com cada detalhe

Me pego nas imagens
Que as frases
As histórias
Assim como risadas
E lágrimas
Transbordam

Mas hoje
Eu estou cansada
Só porque o corpo
Precisa dormir
Descansar

E não por que me cansei

Um dia
A vida me mudou de lugar
Fechou uma porta

Mas hoje
Eu entendo
Ela me deu
O jardim mais bonito
O meu jardim

Onde posso plantar
Adubar, cuidar
Oferecendo só o que eu sei
Amor…

Dormir

Padrão

janela
Você voltou

Não me lembro da última vez

Mas me lembro de você…

Sempre é assim

Nas horas estranhas

Nas horas desencaixadas

Nas horas imprevistas…

Você

Me oferece a exata medida
Do que e necessário
Do que é fato
Do que falta

Como se estivesse sempre ali
Esperando a hora certa

Não sei se é você
Não sei se sou eu
Não sei se há…

Mas digo
Essas noites
Tem motivos diferentes
Para querer estar lá

Você

Por favor
Venha sempre…

Venha mesmo sem eu pedir
Porque se for necessário
Você é sempre
A parte que faz sentido
A parte que tem sentido

Agora entendo
Você faz parte
Do todo…
E não da parte…

Sem rumo

Padrão

perdido

De novo
Nojo
Repulsa
Angústia

Esse estômago embrulhado
E lá dentro
Um Universo de coisas remexendo
Revirando
E fermentando
Fervendo…

Do que eu não consigo colocar para fora
Do que nunca foi dito
Do que nunca foi entendido
Do que nunca conseguiu ser significado

E fica lá
Girando
Rodando
Embrulhando
Maltratando

Reiniciar…

E fica lá
Girando
Rodando
Embrulhando
Maltratando

Queria tanto
Ter coragem para seguir adiante
Acabar logo com tudo isso

Me oferecer a paz eterna
Dar a vida um significado
Em outro lugar qualquer que fosse

Mas
Só consigo

Reiniciar…

E fica lá
Girando
Rodando
Embrulhando
Maltratando

Mas amanhã
A vida pede normalidade

Então
Eu

Só consigo

Reiniciar….

Você não vai ouvir

Padrão

fingir

Além disso

Você não compreende
Que eu não sou você
E que eu não tenho intenções
Ou muito menos desejo
De saber o que é
Ou o que há
O que houve

E suas explicações
Elas me cansam
Me deixam desligada
E quanto mais eu me esforço
Mais eu fico cansada
E esse cansaço é em vão

Porque eu acho
Que errei na conta
E agora esse prejuízo
Está pesando

Lá atrás eu quis
Mas você me cansa
Demais
Você acha que eu te devo
Que eu quero

Pelo Amor
Eu não quero nada
E se eu pudesse
Bateria a porta ao você sair

Mas pelo visto
Você não sai…
Enquanto isso
Eu finjo…

As vezes

Padrão

as vezes.jpg

Não entendi

Mas também não sei
Se tudo tem que ser assim

Tudo tem que fazer parte
Sentido ou lugar

Das palavras que eu li
Do que tinha sentido
Acho que não dei significado
Ou não dei o devido lugar
Para que elas pudessem ser

Não importa mesmo
Na verdade nunca teve importância para você
Do jeito que tinha importância para mim

E eu fui deixando
Ficando assim
Meio insensível
Meio sei lá

O que é
O que não é mais

Mas não há de ser nada
Porque eu deixei de querer
Tentar entender
Esse lugar e suas palavras

Hoje
Eu só deixo estar
Deixo para lá
Deixo quieto

E finjo que não entendi nada
Assim a vida fica mais
Ou menos…

A vida fica…