O dia que eu morri

Padrão

morte

Quanto tempo foi?

Que eu deixei você?

Sai
Larguei tudo para trás

Nao fiz mala
Larguei discos
Cartas
Lembranças
Histórias

Larguei você…

Da vergonha
Que sangrou
Quando os olhares
Me contaram
O que eu não vi

Porque estava presa
Porque estava apaixonada
Porque estava cega

Eu nem sabia
Nunca passou pela cabeça
Que isso existia

E senti
A lâmina atravessar
Meu peito
Atingir em cheio
Meu coração

Naquele dia
Eu cai
Sangrei

Morri…

E na morte
Esqueci de te buscar
Para partir comigo

Deixei você só

Hoje
Volto

Hoje
Te estendo
A mão

Venha comigo

Não tenha medo

Aqui
Você está a salvo
Aqui
Há luz
Aqui
Eu posso
Te dar
E devolver

Vem
Comigo
Meu amor

Eu nunca mais
Deixarei você.

Anúncios

Feliz com você

Padrão

amormaior

Agora
Eu sei

O coração
Floresceu

E desde então
Você

Nos meus pensamentos
Nos meus sonhos
No ar
Na comida
Na música
Na janela
No ônibus
Nos livros
Nos perfumes
No que eu esqueci
No que eu fiz
No que eu faço

De contar as horas
De saber a hora
No ronco do motor
Eu sei
Que é você

Agora é
Sempre é
Sempre será

Você…

Sem importância

Padrão

fim-relacionamento

Você está certo
Absolutamente
Com toda a razão

Mas
Você esqueceu
Um importante
E peculiar
Detalhe

Algumas pessoas
Não tem paladar
Não enxergam azul
Ou vermelho
Não sentem temperatura

E tem pessoas
Que não reconhecem afeto

Só isso

Não é por mal

Um dia
Nesse ir e vir
Da vida

Tomei um tombo
Cai de cara
Quebrei ele
Em mil pedaços

E desde então
O que era oco
Fraco e falho
Hoje é caco

E não sente
Não entende
Não reconhece
Não é

Então
Não se importe
Porque eu
Não me importo
Com você.

Modo automático ativado

Padrão

automatico

Tu tá falando
Mas é tão desinteressante

Que fico pensando
Nas contas
Na próxima cor do esmalte
No meu time de futebol

Penso na cor da parede
No preço da gasolina
No atual governo

Penso
No final de semana qUe foi
No final de semana que vem

Penso no homem na lua
Na prestação do apartamento
No dia do pagamento

Lembro de rezar
De agradecer a vida

Lembro de colocar a roupa para lavar

De repente
Lembro
Que você estÁ tagarelando
Querendo que eu faça mágica
Que eu faça macumba
Que eu faça um milagre
Mas você esqueceu

De perguntar
Se amigos
Podem fazer isso

Se amigos
Estão dispostos a pagar o preço

Você esqueceu o mais importante

Esqueceu de perguntar: como vai você?

Mas…

Quem se importa, não e verdade?

 

Bagunça de pensamentos

Padrão

pensamentos1

Verdade
Eu tinha colocado a culpa nele
Achei que era o remédio
Que deixava minha cabeça
Meus pensamentos
Minha boca
Meu sono

Aérea
Lenta
Seca
Absurdo

Mas na verdade
Ele só maquiava
O que eu esqueci
De pensar

E deixei de lado
Como se fosse uma sacola velha
Cheia de coisas para jogar fora

Mas não
Ela se abriu de novo
E remexida
Me mostrou

Que eu não tenho como esquecer
Que não tem como escapar
Não tem o que fazer

De adiar
Eu me perdi

De fugir
Eu esqueci

E agora
Olho ao redor
E não consigo
Pensar

Porque a dose
A dose do remédio
Só me faz embargar
Desencaixar e amortecer

Tudo
Que na realidade
Eu quis esquecer.