Não vou atender

Padrão

tempo fim

Ainda não entendo
Fiquei esperando
Telefone
Chamar
Tremer
Tocar

Nada…

Tem mandei uma mensagem
Um tempo atrás
Você leu
Você riu
Disse que sim

Depois esqueceu
Disse estar ocupado

Eu estava com sono
Achei ter entendido errado
Voltei a dormir

Depois de uns dias
Você manda mensagem

Ignoro o telefone
Chamou
Tremeu
Tocou

Eu respondi
Mas dessa vez
Aprendi

Ignorei…

Vou voltar a dormir
E desligar o telefone
Simplesmente
Você….
Não vale mais a pena.

Anúncios

Sobre partir

Padrão

ADEUS

Você não vai entender
Que me deu

Eu não esperava

Percebi
Que não era você
Era eu

Quando chegou
Foi pior
Muito longe

Me fez querer partir
Sumir
Desaparecer

Essa noite não dormi

Você tirou
E eu perdi
Me perdi

Não sei
Confiança

Não sei
Confiar

E já era tarde

Agora que você
Me deu

Eu sinto muito
Esperei todo esse tempo
Para entender
Que é não

Não aceito
Não recebo
Não confio

Só me resta
Me partir
No que você
Quebrou
Quando me deu…

Então

Desta vez

Escolho

Partir…

A mala é minha, né?

Padrão

fimsim

Do que adianta
Você quer saber
Mas isso é só vaidade

Não quer saber
De verdade
Só quer manter

Mas nem é mais
Não tem mais
Só é
O que sempre foi

Para mim
Demorou
Um tempão para entender
Que nunca foi

Eu lia
O que nunca foi escrito
O que você nunca disse
Nunca vai dizer

Tudo bem
A mala lá fora
Você me esperava

Mas entendi
Não era você quem iria partir
Não é mesmo?

Celestial soda pop 

Padrão

ray lynch

Sem querer
Achei uma música
Jogada por ai

Coloquei ela
Fui ouvir

Abri a porta do baú
E com ela
Veio tudo
O que estava
Jogado
Como aquelas gavetas
Que um dia
Um dia vamos ter
Tempo de arrumar

Vi você
Quando descobri
Que éramos três
E eu acreditava
Em conto de fadas
Papai noel
Amor
E felizes para sempre

Passou por mim
A primeira
A segunda
A terceira
A quarta vez
Que eu falhei
Ao tentar partir
Dessa vida…

E continuei

Lembrei das vezes
Das pessoas
Dos beijos
Dos encontros

Da formatura
Do primeiro carro
Do primeito emprego
Primeiro paciente
Da primeira gira
Da primeira aula

Lembrei de você de novo
Dessa vez
Não quis te matar
Ou morrer…

Mas me espantei
Quando me dei conta
Da direção
Do lugar
E de um outro alguém

Meu desconcerto
Foi dizer que eu te amo
O que estava
Sempre esteve
E ainda está
Preso aqui na garganta

Antes da música acabar
Antes que vire passado
Antes que eu me arrependa
De virar passado

Você me diz sim?

Acabou nós

Padrão

ACABOU1

O tempo passou
Você deu uma desculpa
Depois outra
E os dias foram passando
A rotina foi deixando
Tudo o que era de lado
Ficar no lugar

Depois
Suas palavras
Parecia que queria cuidar
Que queria cuidado

Mas acho que o tempo
O tempo esfriou
O que nem era morno

Tentei uma vez
Tentei duas vezes

Silêncio me recebeu
De portas abertas
Cai no abismo

Mas nenhuma novidade

Sei como são as coisas
Sei como você é
Sei o meu lugar

E ele não existe
Ao seu lado

Mas tudo bem
Eu já esperava
Me preparava
Já estava pronta
(Na verdade…)

Do que sempre foi
Não tinha como ser
Não tinha como ter
Não havia como viver

Uma história de amor…

Mas você já sabia
Disso também
Não é?

Sentido a palavra

Padrão

morte passagem
Hoje falaram uma palavra

Daquelas que ouvimos diariamente

Corriqueiramente

Quase cotidianamente

Mas
O que houve de ser diferente
Hoje
Ela foi dita
Para mim…

E na minha referência
No meu lugar
No meu sentido

Ela caiu
Como a verdade
Que eu esperei
Pela vida inteira

Da verdade
Do que eu queria ter
Eu mesma queira ter escolhido

Mas a sabedoria
É muito maior
E compreendi
Que essas regras
Deste jogo
Eu sou apenas mais uma

E eu não tenho
O controle de nada

Nem do que eu achava que era meu

Porque descobri
Que na hora de ir
Não tem perguntas
Não tem motivo

A hora chega

E você simplesmente
Vai…