Acho que é só cansaço

Padrão

game
Olho ao redor

E vejo um monte de coisas para fazer

Posso arrumar afazeres
Ou distrações
No estalar dos dedos

Mas é como se de repente

Algo tivesse perdido o sentido

E me lembro de você
Das nossas conversas
Do que um dia foi
Do que um dia eu achei que era
Do que um dia eu quis que fosse
E do que na realidade era

Nada disso se encontra
Lá no final da túnel
Ou no final das contas

É tudo isso mesmo…

Eu fingia que acreditava
Você se esforçava para suportar

E acho que você foi sincero
Mas eu não escutei

Tudo não passada de nada mesmo, não é mesmo?

Anúncios

Fugir de você… fugir de mim…

Padrão

fugir
Não
É isso mesmo
Deste lugar
Do silêncio
Do dia que veio aqui
E foi embora
Do mesmo jeito
Que chegou

Já sabe
Teve que fugir
Porque eu não mais
Posso te oferecer
O que você disse oferecer

O que você fingia
E eu acreditava

Do que eu fingia
E você acreditava

Da última vez
Só faltou deixar
O dinheiro no criado
E bater a porta
Ao sair

Mas não deixou nada
Levou tudo

Não deixou nada
Não levou tudo

Levou o que?
Se nunca teve nada…

E agora

Das palavras
Que respingam
Dos sentidos
Que nunca fizeram

Eu acreditei
Fingi que ia bem
Que estava tudo bem

Você foi
Partido
Partiu

Sangrou

E hoje entendi
Que não era de mim

Pressentindo
O fim…

Você foi
Não olhou para trás

Mas pensando bem
Eu também
Não olharia…

Menti para você

Padrão

SONHOS

Sonhei com você
Já é a segunda ou terceira vez
Só nesta semana

Me esquivei no primeiro
Fingi
Fugi
Me desenganei
Mas acordei
Lembrei de você

Depois
Você
Sendo você
No meu sonho
Mas na verdade
Você só é

Você é no meu sonho
O que eu quero
Na exata medida
Exato sabor
Exata sensação
Exato tudo

Os sonhos não mentem

Te quero
Mas escolho o silêncio
Que assim
Tem espaço para você

E só assim
Para você vir
Ser
E me oferecer
O que eu quero
Eu sempre quis
Eu sempre soube

Agora
Escrevo
Me preparo
Para dormir

Por favor
Vem me ver….

Eu te espero
Em meus sonhos

Eu acredito

Padrão

amor amizade
Estava pensando
Você me dá tanto
Mais do que eu consigo explicar

Mais as vezes

Acho que por isso
Demoro tanto para voltar

Porque eu preciso de tempo
Mas também
Porque a gente é assim

Vai e volta
Vem e vai

Mas no nosso tempo

É tanto encaixe
Tanta verdade
Tanta reflexão

Que para isso
Precisa mesmo de tempo

Mas sempre é
Uma surpresa
Um presente

Um encontro
Daqueles
Para mim
Com o meu ídolo

Que eu disfarço
Finjo que está tudo bem
Que é normal
Mas fico pensando
“É de verdade mesmo?
“Me belisca, que é um sonho”

Mas de sonho
Virou realidade

E mesmo na minha ausência
No meu silêncio
Na minha distância

Nunca
Esqueço de você
Do que é
Do que me deu
Do que me dá…

Sabe quando você disse de missão
Do que é o que veio fazer nessa vida?

Pois é
Te conhecer
E aprender
Já fez parte da vida valer a pena

E ainda tenho esse sonho
Quase uma obsessão
Te você
É aquele sonho
Que eu não me canso de querer

Mas eu disfarço
Finjo que está tudo bem
Que é normal
Mas fico pensando
“É de verdade mesmo?
“Me belisca, que é um sonho”

Eu não desisto

Até o dia que você finalmente
Responder….