Nunca pensei

Padrão

PALAVRAS
Nunca pensei
Que fosse ficar assim
Sem palavras
Sem tempo
Sem lugar…

Mas agora tenho ele
O lugar
O tempo

Mas elas me escapam
Como se houvesse

Na possibilidade
Da existência

Um eco
Um sopro
Um vão
Um assombro

E agora
Tenho que começar
Me encaixar

Mas está difícil

Não costumo abrir assim

Mas está simplesmente

Sem palavras…

Anúncios

Presente

Padrão

PRESENTE.jpg

Você aceitou

Me disse sim

Me peguei com o coração acelerado
Sono acordado
Ansiedade para chegar a hora
Até quis que não chegasse
Quando dá um frio na barriga

Nos encontramos
E você aceitou meu presente
Aceitou até mais do que eu presumi
Do que eu achava que seria

Depois me deu o seu presente
Pegou em minhas mãos
E me levou até o lugar
Que eu havia esquecido de como era

Como se fosse a minha bússola
Na escuridão
A luz
No caminho

Me levou tão longe
Sendo ao mesmo tempo
Lá…

Do exato lugar
Da exata medida
Da exatidão do que faltava

Me disse o que era óbvio
Mas somente para mim
E agora para você
Não me julgou
Não me fez sentir menos
Só disse

Meus olhos marejaram…
Fiquei pensando
Fui longe
Nem tinha o que perguntar

Porque você me deu tudo
Tudo o que eu sabia
Mas tinha esquecido

Deixo aqui
Registrado
Para nunca mais esquecer
08/09/2017
Número nove…

Demorei para achar
E agora não vou mais perder….

Não me importo mais

Padrão

mentiras_boas.jpg

Aquele dia

Naquela noite

Você me perguntou

Eu esquivei
Dizendo que estava tudo bem
Você insistiu

Uma chatice só
Porque você ficou chato

SÓ não sei se chato
Porque eu não quero aceitar
O que eu nunca aceitarei
Ou o que eu quis demais

Você nunca deu

E agora
Pede para eu cuidar

Cuidar para quê?

Cuidar do quê?

Qual é mesmo o sentido disso tudo?

Eu desconversei
Falei que ia dormir

Eu menti

Mas já minto a tanto tempo

Se por esse motivo
Eu for para o inferno

Então
Já podem me buscar…

Devaneios

Padrão

fumaca-de-cores-nas-maos-b254c_thumb

Que esse leve

Esse dia de olhar por si

O vento bate no meu rosto
O sol aquece minha pele

Eu vejo
Minhas mãos
Elas tocam
Elas caminham
Elas podem ver
Me mostrar o longe
As histórias

Com ou sem
Sou eu

Olho o céu
O azul
O sereno
O pleno

Do que busquei
Acreditei
Desejei

Hoje
Eu só quero esse sol
Minhas mãos que desvendam mistérios

Quero brincar
Quero brindar
Eu vou….

Eu vou lá
Sem rumo
Sem certeza

Mas quando houve de haver um dia?
Certeza?
Clareza?

Eu vou…

Pontos de Luz

Padrão

PONTOS DE LUZ

Estava lembrando
Quando você tocou minhas mãos
Fechou os olhos
E me levou

Eu deixei você ir
Você sabia
E foi longe

Me disse
O que ninguém
Nunca ousou dizer
Porque na verdade
Ninguém nunca ousou saber
Nem havia maneiras para isso…

Simplesmente tinha de ser alguém
Assim como você

E honra foi o que me veio a cabeça
Das lágrimas que ficaram presas
Mas brilharam nos olhos

Você disse
Que nunca havia visto algo igual

Dos pés que não ficam no chão
Da cabeça que pesa
Dos olhos que doem
Dos ouvidos que vão além

De tudo isso
Que ficou sem compreensão

Mas você respeitou

E me deu de presente
A contrapartida
O que era
E tem de ser

Entendeu
A atração
A dificuldade
Em ficar aqui

Não julgou…

E mais uma vez
Me deu muito mais
Do que eu imaginava
Que poderia ser

Porque você
É
E sempre será
Minha mestre…

Com amor
E gratidão…

Palavras nas mãos

Padrão

letras.jpg

As palavras chegaram hoje
Eu tive elas em minhas mãos
Eu estive com elas diante de mim

Mas não
Elas não chegaram
Elas não tocaram
Elas não acessaram

Eu nem sabia
Que elas chegariam

Ou sabia….
Eu esperava ou não esperava…

Elas não tocaram lugar algum
Porque ao chegarem
A porta estava encostada
Mas lá dentro
Só tinha pó e mofo
Estava tudo lá
Sem ser mexido
Sem ser visto
Sem ser
Há muito tempo…

Elas chegaram
Eu li
Fiquei algum tempo processando
E nada…

Nunca imaginei
Ficar alheia
Não saber que elas poderiam
Apenas que por um instante
Não significar…

Então
Hoje
Eu deixo elas de lado

Vou viver a vida
E depois tentar entender
Como eu me deixei
Amargar e esvaziar…

Tão profundamente em mim.

Nunca conseguirei

Padrão

jardim
Eu sempre tento

Da experiência
Transformar em palavras
Para eternizar
O que é nossa vida
Na verdade
O que eu sou
Com você

Dessa experiência
Que eu tenho
De você…

Nunca saberei
O que é a sua experiência
De mim…

Mas você sempre volta
Então posso entender
Supor
Ou querer interpretar

Na verdade
De querer ter um sentido

Como se houvesse de haver um
Para que as coisas ficassem
Eternizadas….

Mas eternizar
O momento
Me parece ser
Algo desonesto
Demais
Para o que é
A grandiosidade
Do que é…

Mas enquanto isso
Eu fico repassando a cena
O momento
Querendo sentir de novo
O que é impossível

Me parece
Que esse é o lugar…

Querer eternizar
O que foi
Ao invés
De apenas deixar
Ser…