Bagunça de pensamentos

Padrão

pensamentos1

Verdade
Eu tinha colocado a culpa nele
Achei que era o remédio
Que deixava minha cabeça
Meus pensamentos
Minha boca
Meu sono

Aérea
Lenta
Seca
Absurdo

Mas na verdade
Ele só maquiava
O que eu esqueci
De pensar

E deixei de lado
Como se fosse uma sacola velha
Cheia de coisas para jogar fora

Mas não
Ela se abriu de novo
E remexida
Me mostrou

Que eu não tenho como esquecer
Que não tem como escapar
Não tem o que fazer

De adiar
Eu me perdi

De fugir
Eu esqueci

E agora
Olho ao redor
E não consigo
Pensar

Porque a dose
A dose do remédio
Só me faz embargar
Desencaixar e amortecer

Tudo
Que na realidade
Eu quis esquecer.

Anúncios

Boca seca

Padrão

tristeza-Livres-de-todo-Mal

Sono
Esse gosto estranho na boca
E não lembrar do que aconteceu ontem

Mas não é ressaca
Não são as drogas
Elas apenas dão entender
Mas não dizem respeito
E não afirmam nada

Elas apenas embotam
Deslocam
Desencaixam
Fazem anestesiar

E hoje você cutucou
Me perguntou o que era
Óbvio demais para qualquer um

Mas estúpido demais para mim

Eu tinha me esquecido
Parei de pensar
Pare de olhar

Eu já tinha sido provocada
Mas achei que era besteira

E aconteceu de novo

Agora eu fico aqui
Sentada e alheia
Olhando para o redor
Procurando vestígios
Detalhes do que eu esqueci
De que era a vida

Do que um dia foi esse lugar
Do que era realmente para ser

Mas agora tanto faz
Você decidiu
Você me disse

A verdade é que você acertou

Agora
Eu vou voltar para casa.