Sem sentir

Padrão

Meus parabéns!
Que fantástico!
Que feliz por você!

Fico olhando
As palavras saltitarem
Irem em direção a felicidade

Me esforço
Como se estivesse
Tentando decifrar
Um idioma conhecido
Mas de tanto não praticar
Esqueci

Quando alguém vem dizer
Que o gosto é bom
A música é boa
O lugar é lindo

Compreendo…

Mas quando é assim
Parabéns
Fico feliz
Que orgulho

Começa tudo de novo

Desse lugar que estou agora
Deixo claro
Para os que chegaram agora

Não tem gosto
Não tem sentido
Não tem feliz

Tem só apatia
Cores cinzas
(Não são cinquenta tons)

São apenas
Uma possibilidade remota
Lá no horizonte

Mas enquanto isso

Eu finjo que te entendi
E você finge que está feliz por mim…

Anúncios

Nunca pensei

Padrão

PALAVRAS
Nunca pensei
Que fosse ficar assim
Sem palavras
Sem tempo
Sem lugar…

Mas agora tenho ele
O lugar
O tempo

Mas elas me escapam
Como se houvesse

Na possibilidade
Da existência

Um eco
Um sopro
Um vão
Um assombro

E agora
Tenho que começar
Me encaixar

Mas está difícil

Não costumo abrir assim

Mas está simplesmente

Sem palavras…

Para meus amigos

Padrão

los-amigos-se-preocupan-por-ti
Há um certo tempo, eu estou ausente.

Ausente dos lugares
Ausente das convivências
Das mesas de cafés
Das mesas de bares
De todos os lugares

Algumas coisas aconteceram
Durante os últimos anos
A vida me fez mudar
Desmudar
Passar por algumas fases

Algumas foram boas
Outras quase foram o fim

No silêncio
Eu fiquei procurando lugares
Sentidos e motivos
Sensações, razões
O que pudesse me fazer entender
Me pudesse fazer compreender

E sem me dar conta
Fui tragada
Para uma vida
Silenciosa
Misteriosa
Mas acima de tudo
Ausente

Esqueci de olhar para fora
Esqueci de ser eu mesma
Esqueci de quem valia a pena
De quem de alguma maneira
Ainda mandava mensagens
Que ainda se importava
E queria me ter por perto

Custei a acreditar
Que de alguma maneira
Isso pudesse ser verdade

Mas agora
Me dou conta
Que sim

E peço desculpas
Pelo meu silêncio
Pelo meu mau humor
Pela minha ressaca moral
Pela minha tristeza
Por minhas tentativas de ir embora

Peço desculpas
Pela minha ausência
Pela minha falta de tempo
Pela minhas esquivas

Mas acima de tudo
Por de alguma maneira
Não ter feito
Permitido e autorizado
Você
Continuar fazendo parte da minha vida

E se ainda houver tempo
Lugar e valor

Te peço
Mais uma chance…

Você me aceita de volta?

Por que acreditei?

Padrão

morDa vida

As palavras

Organizo
Considero
Interpreto
Ajudo

Do lugar delas
Uma nova ordem
Um novo sentido
Uma nova perspetiva
Novas possibilidades

Mas aqui
Me perdi

Esqueci
Desliguei
Esquivei
Falhei

Deixei passar

Ouvi no lugar errado
Reconfigurei a rota
O sistema falhou

Perdi…

Você me deu algo
Eu cansei de tentar
Interpretar
Seguir
Colocar no lugar

Mas o problema
Foi não perceber

Que não tinha lugar
Não tinha motivo
Não tinha sentido

No final das contas

Tudo se tratava de mim
Não é mesmo?

Sem lugar
Não tem o que se fazer…

Sem você

Padrão

SEM VC

Tem como ser diferente?
Desse lugar que é seu
Esse lugar que sempre é seu

O seu lugar
Essa vida é sua
Eu não tenho como
Não sei essa vida
Dessa vida
Sem você

Como era antes
Como foi antes?

Agora
A vida está aqui
Eu te espero

Como você faz isso?
Resolveu aparecer
Resolveu chegar
Entrar como sempre foi

Chegou
E agora fica aqui
Seu perfume
Seu abraço
Seu olhar

Só sinto muito
Porque eu nunca soube
Nunca aprendi

A ler suas voz
Compreender seu perfume
Ouvir suas palavras
Entender sua fuga

Repasso a cena
Vejo fotografias

Quando me dou conta
O dia passou
O mês terminou
Já é ano novo
De novo

E você
Velho
Eterno
Aqui
No vazio do meu coração

Agora
A vida é
Isso

E de resto
Eu finjo
E me escondo….

Deixa
Já é hora
De dormir

Acordar
Pra quê?