Você se basta, né?

Padrão

house

Juro que tentei
Acreditei
Mas
Como você consegue?

Foi você
Mas eu esperava
Outro

Então
O lugar está certo
Mas minha cabeça
Outros

Você pensa
Que pensa
Que sabe
O que diz

Mas saiu
As palavras
Rasgaram
Quebraram
Arrancaram tudo

Você me pergunta
O que foi
O que é
O que eu tenho

Digo a primeira palavra
E você termina a frase
Com suas palavras

Então
Termino
Onde recomeçamos

Você não sabe
Mas nem precisa

Você se basta
Não é mesmo?

Anúncios

Tentei entender

Padrão

ENTENDER

Nunca sei
O que você quer
Me dizer

O que você quer
Comigo

O que você quer
De mim

O que você quer…

Eu tentei
Eu já li
Nas linhas
Entrelinhas
No não dito
No subjetivo

Procurei nos dicionários
Falei com sábios
Falei com guias
Falei com Freud

Me disseram
Que é assim mesmo
E que é obvio
Está claro
Bem na minha cara…

Suspiro
Procuro ar
Mas os pulmões
Foram maltratados
Não podem ajudar

Tento enxergar
O grau não lê
Bula de remédio

Saio com o carro
Gasolina na reserva…

Esse é o obvio
Do não dito
Não entendido
Não manifesto

O óbvio
É o seu lugar

O meu lugar.