O dia que respirar não foi uma escolha

Padrão

morte2

Cai na piscina
Em um mergulho
Na verdade
Em um tombo
Afundei…

Quando me dei conta
Já estava lá no fundo
Sem fôlego
Sem forças
Sem saber como escapar

Dos segundo que se faziam eternos
E eu comecei a ouvir as batidas
Aceleradas do meu coração
Senti o frio na espinha

Como se fosse possível
Senti o calafrio da morte
E ela chegou bem perto
Me olhou de frente
No fundo dos meus olhos

Sorriu e me ofereceu
Ajuda
Disse que tinha vindo me buscar

Me esperava há tempos
Mas há muito que não nos encaramos

A última vez foi quando?
Sete anos…
Algumas profecias acontecem nesse tempo

Fechei os olhos e perdi os sentidos
Mas de repente
A luz azul tomou conta de tudo
E mesmo com os olhos fechados eu pude ver

Pude respirar fundo
E voltar…

De longe ela continuava me olhando
Não se deixando intimidar pela luz azul…

Ela me disse: Não tenho pressa
Eu continuo te esperando
E desse vez eu vim para cumprir a promessa
Mesmo que para isso eu tenha que esperar
Eu sempre te esperarei…

Anúncios

Te entendo na alma

Padrão

PRINCESS

Você me disse que tem que ser forte
Que tem que dar conta do mundo
Das coisas e estar lá
Para o que dér e vier

E que não estar bem
Te coloca em um lugar estranho
Porque os outros precisam de você

E você se diz responsável por isso

E me disse que se as pessoas
Tem diante delas mesmas
As possibilidades e caminhos
Para fazerem o bem
E elas não o fazem…
Isso tira delas o que pode haver de melhor
Mais puro e nobre em uma existência…

Te olhei
Tentei entender
Compreender a profundidade das suas palavras
Na hora demorei para entender
E processar a grandiosidade do que me era oferecido

Talvez
Neste momento
Você também estivesse falando de si

De estar em falta com o mundo
Com as pessoas que esperam
O seu sorriso
O seu bom dia
A alegria que só você tem…

De alguma maneira
Estar em falta com você mesma…

Então menina
Te peço
Só por hoje

Confie
Que a vida que se oferta
Que lhe é oferecida a cada amanhecer
É sua…
Só sua

E se a bondade
Não lhe ocorre onde estás

Não se culpe
Não se torture
Não pegue para você
Não seja escudo…

Pois sendo escudo
Tu escondes de ti mesma
Todo o amor que há a ser oferecido
E que as pessoas esperam de ti!

Porque tu és menina…
Luz!

E quando ela é da alma
Não há desencaixe
Não há dúvidas
Não há incertezas…

Se isso te aflige…
Tenha certeza:
Isso pertence apenas as trevas que estão ao seu redor.

As vezes brilhar dá trabalho…