Toca Raul

Padrão

TOCA RAUL

As vezes é só isso mesmo…

Anúncios

Tão estranho

Padrão

saudades
Como é que pode ser isso
Dessa saudade
Que resolveu rasgar
Agoniar
Gritar
Fazer bagunça
No meu coração

Eu até estava indo
Não sei para onde
Mas estava

E de repente
Você volta
Do nada
Reivindicando seus direitos
Seu lugar
Seu amor

Mas você fez bagunça
E acabou com tudo
Antes mesmo de ter certeza

Mas para mim
Eu já estava no para sempre
Até o fim…

E sem querer
Não tinha me dado conta
Que a certeza
Era o meu fim…

Sem os remédios

Padrão

tristeza2

Sem remédios há mais de um mês

Sem eles eu sou assim

E consigo acessar o universo

Das palavras que doem

Do que não pode ser dito

Quando as drogas circulam

Livremente e alegremente

Dentro de mim…

Elas trazem as cores

Da vida que queria ser vivida

Mas as palavras ficam trancadas

E eu fico me equilibrando

Tentando entender o que é

O que não pode ser

E o que não sera para ser jamais

Talvez seja apenas isso

Ser triste é o que é

Ser triste é o que eu tenho

De mais criativo em mim…

Então

Por enquanto,

Eu vou fingir que está tudo bem

E escrever

Até quando ficar insuportável

E a dor pedir elas de volta

Então

Escolherei o silêncio

E ficarei alheia

Ao que é…

Mas o que é tudo isso mesmo?

Morria de medo e eis que chegou minha vez…

Padrão

silencio

Quando eu via blogs que eu amava ficarem em silêncio por algum tempo, meu coração até chegava a doer um pouquinho, pois eu ficava pensando, o que poderia levar uma pessoa a criar um blog e depois deixar ele de lado?

Eis que minha vez chegou….

A vida começou a ficar corrida de um jeito que eu sempre quis, mas parecia algo tão longe e improvável…

Então, agora é possível que esse canal fique um pouquinho em silêncio.

Mas ele continuará aqui, não vou desativar, talvez só deixe ele paradinho por alguns dias, porque meu coração bate forte por ele.

Tenho também que produzir conteúdo para o blog de psicologia e ele também está meio capenga, rs… – marilicezanato.wordpress.com 

Então, vou organizar a agenda, e fazer as coisas voltarem para os eixos…

É temporário…

Prometo prometidinho!

🙂

Sonhei

Padrão

sonho
Sonhei com você
Daqueles sonhos
Que se repetem

E de tanto repetir
Já não sei mais se e sonho
Se foi realidade
Se é memória
Se é vida passada
Se é loucura
Minha esquizofrênia
De plantão

Eu não sei se você fez isso
Eu sei que um dia houve algo
Mas não era você

Mas eu era tão louca
Tão louca por você
Que meu ciúmes
Um dia foi capaz
De destruir tudo
O que havia
O que podia ter havido
E o que nunca houve
Mas eu acreditei haver

E lá no sonho
A sensação era real
Como a vida também

No sonho doeu
Mais do que era verdade
Mas na verdade
Doeu
Como já foi mesmo um dia

E eu queria te ver
Queria que você me visse

Mas isso já não era mais sonho
Era realidade

Você nunca me viu
Nunca…

Me trocou
Como se fosse algo
Que já não servisse mais

Abriu o lixo
E descartou

E foi para a próxima

E no sonho
Era isso
Essa repetição
Do que nunca acaba
Do que nunca termina
Em mim…

Preciso de ajuda
Alguém me acorde
Desse pesadelo
Que estou presa
Nesta vida….