Verdades sinceras

Padrão

Por nada mesmo... (3)

Se eu pudesse te dizer o que penso
Dizer que eu já sabia
Desde a primeira vez
Que era só interesse
Mas você nem desconfia
Que eu só te dei um pouco
Guardei o melhor para o final
E você saiu antes
Descartou de um jeito
Que era esperado
Então eu guardei
Toda a reserva
Te dei pouco
Porque você valia igual
Então
Sem saber
Se tornou meu experimento
E eu fui
Fingi
Brinquei
Me diverti
E disse que diria de você
Menti
Mas agora posso dizer
Nem tão santa assim
Meu maior trunfo
Então eu sorriu falsamente
Você me cumprimenta falsamente
Mas agora
Já chega meu bem
A porta não abre mais
Para você…

Por nada mesmo…

Padrão

Por nada mesmo...

Estava só aqui

Aqueles vazios que eu desconhecia

Então ou fui lá

Olhei

Mas na verdade
Não fui procurar nada
Fui apenas
Olhar..

Coração batia forte
Mas
Nada…

Não vi nada
Não achei nada
Não nada

Mas eu sei porque fiz

E a verdade
Vem como avalanche
Na minha cara

Não por arrependimento
Apenas porque fui procurar
O que estava perdido
No lugar errado

Me mostraram a verdade
Onde eu não achei
Na minha cara
O que estava em outro lugar

Sobrevivi…