Toca (de novo) Raul

Padrão

CRIANÇA-OUVINDO-RÁDIO

Saudades dessa época…

Anúncios

Sem sentir

Padrão

Meus parabéns!
Que fantástico!
Que feliz por você!

Fico olhando
As palavras saltitarem
Irem em direção a felicidade

Me esforço
Como se estivesse
Tentando decifrar
Um idioma conhecido
Mas de tanto não praticar
Esqueci

Quando alguém vem dizer
Que o gosto é bom
A música é boa
O lugar é lindo

Compreendo…

Mas quando é assim
Parabéns
Fico feliz
Que orgulho

Começa tudo de novo

Desse lugar que estou agora
Deixo claro
Para os que chegaram agora

Não tem gosto
Não tem sentido
Não tem feliz

Tem só apatia
Cores cinzas
(Não são cinquenta tons)

São apenas
Uma possibilidade remota
Lá no horizonte

Mas enquanto isso

Eu finjo que te entendi
E você finge que está feliz por mim…

Vazio

Padrão

vazio

Eu achei
Por um tempo
Certo tempo até
Que você seria capaz
De me dar
O que ninguém deu

E abri
Te contei tudo
Abri o coração

E você
Abriu
Se abriu no coração

E me fez ver
Que eu te dei errado

De coração
Não mais há

E quando eu entrei
Abri
A porta

Mas
De saber
Sabiamos

Que vazio
Estava

E vai demorar

Mas tudo bem

Temos todo o tempo
Para fazer o que quisermos

Mesmo
Que não seja
Com a gente.

Nunca pensei

Padrão

PALAVRAS
Nunca pensei
Que fosse ficar assim
Sem palavras
Sem tempo
Sem lugar…

Mas agora tenho ele
O lugar
O tempo

Mas elas me escapam
Como se houvesse

Na possibilidade
Da existência

Um eco
Um sopro
Um vão
Um assombro

E agora
Tenho que começar
Me encaixar

Mas está difícil

Não costumo abrir assim

Mas está simplesmente

Sem palavras…

Ausência

Padrão

selo
Quem diria que isso aconteceria…

Logo eu
Tão certinha
Tão controladora
Tão sistemática
Tão chata….

Deixei isso acontecer.

Mas foi sem querer

Porque as vezes
Acontece…

A vida vem
E faz a gente cair

Mas não por maldade
Apenas para testar
Nosso jogo de cintura

Então
Voltei

No meio do olho
Do furação

Mas a risada do universo
Foi me deixar sem internet…

Tudo bem
Vou continuar um tempo assim

Mas não tem problema

Vou lembrar como é voltar
A escrever cartas
E
Saber se lá nos Correios
Ainda tem selo para vender

Será que essa moda pega?