Presa no pesadelo

Padrão

pesadelo1
Hoje eu sonhei
Como se estivesse presa
Fugindo no tempo
Escapando de algo
Me mudando de vez
Deixando as coisas para trás…

De repente
Peguei coisas
Joguei outras fora…

Lembrei
De ter mexido no armário
E encontrando coisas
Não sabia de quem…

E tudo ficou misturado
Com a revelação do dia
Da notícia
Que veio para devastar
E quebrar mais uma vez
Meu coração…

E a música tocava
No sonho
Como se fosse verdade
A realidade do dia
Se misturava com a saudade
De rasgava
No sonho…

Acordei
Da noite que não dormi

Agora
Fico aqui
Na dúvida
Se choro
Se rezo
Se durmo
Ou
Se desisto de novo
Mais uma vez
De tudo….

Anúncios

Prenda a respiração e pule

Padrão

fim
Hoje eu cogitei
Como há muito
Não pensava

Em desistir

Cansei de procurar
Cansei de fazer
Cansei de querer
Cansei de tentar
Cansei de sonhar
Cansei de amar
Cansei de entender

Cansei tanto
Que desistir era o mais belo refúgio

Quando nada mais faz sentido
Quando nada mais tem o porque
Da vida que se faz vazia
Das bebidas que não entorpecem mais
Do cigarro que deixou de fazer companhia

Daqueles dias
Que levantar da cama
É a tortura maior

Ir para a vida
O sacrifício inescapável

Colocar o sorriso
A melhor roupa e ir
Rezando para o dia acabar
Para voltar para casa
E fechar a porta

Ficar no escuro
Ficar no silêncio
Ficar na cama

Ficar em paz

A eternidade chega quando?